O Ministério de Relações Exteriores da Romênia disse que teria informado a Moscou que vai expulsar um importante diplomata russo, um dia depois da Rússia ter detido um diplomata romeno, acusado de espionagem. Sem fornecer o nome do diplomata, o ministério informou hoje que comunicou à embaixada russa em Bucareste que seu primeiro-secretário deve deixar o país em 48 horas.

O comunicado de retaliação foi feito um dia depois de o Serviço de Segurança Federal da Rússia ter informado que prendeu Gabriel Grecu, primeiro-secretário do departamento político da embaixada romena, sob suspeita de espionagem e afirmou ter apreendido equipamentos que estavam com o funcionário.