Uma explosão próxima a um centro de inteligência militar, ao norte da capital do Egito, deixou quatro militares feridos, informaram fontes locais.

Segundo oficiais, que preferiram não se identificar, restos de um veículo foram encontrados próximo ao edifício, localizado em Anshas, um vilarejo na província de Sharqiya, onde há concentração de edifícios militares. Autoridades investigam se a explosão foi causada por um carro-bomba ou uma granada de mão.

Ataques contra alvos militares e de segurança tornaram-se frequentes após a saída do presidente Mohammed Morsi, em 3 de julho. Um grupo militante de Morsi, baseado em Sinai, assumiu a responsabilidade pela explosão de um carro-bomba, na terça-feira, na sede de segurança Nile Delta, que deixou 16 mortos. Fonte: Associated Press.