Os países de Ministros de Meio ambiente dos Países de Língua Portuguesa assinaram nesta  sexta-feira (26) a Declaração de Brasília. O documento é resultado da III Reunião de Ministros de Meio Ambiente da Comunidade de Países de Língua Portuguesa  que aconteceu em Brasília entre 24 e 26 de maio e engloba a Plataforma de Cooperação da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) na Área Ambiental.

A  Declaração de Brasília reforça a disposição dos países em trabalhar conjuntamente temas como biodiversidade; combate a desertificação e mitigação dos efeitos da seca; ecoturismo; educação ambiental; gestão  da zona costerira e marítima, dos resíduos, dos recursos hídricos; mudanças climáticas e energias renováveis.

Para o Secretário-Executivo do Ministério do Meio Ambiente, Claudio Langone, a declaração reafirma a importância da agenda ambiental no contexto dos países de língua portuguesa. ?Ela afirma também a necessidade de que a questão ambiental seja inserida nas políticas de desenvolvimento e seja uma agenda não só dos ministério de meio ambiente, mas dos governos?, explicou.

Outro resultado da reunião foi a decisão de consolidar o fórum internacional que vai reunir, a cada dois anos, os ministros do meio ambiente da CPLP. O próximo encontro em 2008 será em Angola. Cabo Verde já demostrou interesse de sediar o seguinte em 2010.

Os chefes de estado dos países da CPLP se reúnem no mês de julho  na  Guiné-Bissau  para comemorar os dez anos de criação da comunidade.