O ministro da Previdência Social, Ricardo Berzoini, recebeu hoje os presidentes do Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Legislativo, do Tribunal de Contas da União (Sindilegis) e da União Nacional dos Analistas e Técnicos de Finanças e Controle (Unacom), Ezequiel Nascimento e José Alves Sena, e o coordenador-geral do Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário do Distrito Federal (Sindijus ? DF), Roberto Policarpo.

Os líderes sindicais apresentaram ao ministro números e propostas para a reforma da Previdência. Segundo eles, o sistema previdencial do Judiciário está equilibrado. ?Hoje, as aposentadorias no Judiciário são integralmente pagas pelos trabalhadores da ativa?, diz Roberto Policarpo. Outro ponto defendido por eles é a manutenção do regime próprio para trabalhadores do Judiciário e reformas no regime geral. O ministro Berzoini, entretanto, já descartou essa possibilidade. Segundo ele, até abril o projeto da reforma previdenciária deverá estar pronto e em maio será apresentado ao Congresso Nacional. O governo espera que a reforma seja votada até o fim do ano.