O líder do governo na Câmara, deputado Professor Luizinho (PT/SP), disse há pouco que a base de apoio ao governo não faltará ao país e nem ao presidente na votação do valor do salário mínimo. Ao chegar ao Palácio do Planalto para um café da manhã entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os líderes dos partidos da base aliada na Câmara, o deputado ressaltou que a base aprovará os R$ 260 propostos pelo presidente. ?A base tem responsabilidade com o país, sabe que esse é o maior salário mínimo dos últimos dez anos, sabe que o esforço que o presidente fez foi o limite, o possível para as condições em que o país se encontra?, afirmou.

O líder lembrou que a base de apoio ao governo na Câmara tem votado todos os projetos de interesse do país e por isso, segundo ele, esta será uma reunião para ?homenagear e não para cobrar? qualquer ação da base aliada. Segundo Luizinho, um aumento maior do salário mínimo poderia desajustar as contas do país. ?Se nós desajustarmos as contas do país, perdem os que ganham salário menor. A recuperação do poder de compra que nós estamos fazendo pode ir por água abaixo?, afirmou.