A superintendência do Ibama no Estado do Paraná determinou nesta terça-feira (21) a aplicação de multa no valor de R$ 1 milhão contra a multinacional Syngenta Seeds Ltda. O Ibama confirmou o plantio de Organismos Vivos Geneticamente Modificados (OGMs) na fazenda experimental da empresa, localizada dentro dos limites da área de amortecimento do Parque Nacional do Iguaçu, reserva considerada patrimônio da humanidade.

O superintendente do Ibama Marino Gonçalves explicou que a empresa ao fazer plantio com OGMs desrespeitou a Lei de Biossegurança e pôs em risco a produção orgânica na região, a saúde humana, animal e das plantas. ?Vamos buscar autorização judicial para a destruição de todos os plantios de organismos vivos geneticamente modificados existentes na fazenda experimental?, disse. A medida é resultado de uma denúncia apresentada pela ONG Terra de Direitos, no início de 2006.

Marino Gonçalves informou que além do plantio de transgênicos, ?o local onde está instalada a fazenda experimental é inadequado e desrespeita a legislação?. ?No caso do Parque Nacional do Iguaçu é exigida uma faixa de proteção de 10 quilômetros e encontramos o plantio a seis quilômetros. Não há restrições para o plantio tradicional, mas há para o de transgênicos?, esclareceu.