O fim da novela envolvendo a contratação do atacante Dagoberto pelo São Paulo ficou para a próxima semana. O jogador está em Curitiba para tentar levantar o mais rápido possível os R$ 5,4 milhões referente ao valor da multa rescisória junto ao Atlético Paranaense, depois que a Justiça do Trabalho do Paraná recusou a carta-fiança que havia sido apresentada pelo advogado do atleta, na semana passada.

Representantes de Dagoberto estariam tentando a liberação do dinheiro junto à cúpula do próprio banco em que a quantia terá de ser depositada, em juízo. Pela primeira vez, no entanto, o empresário do atacante, Naor Malaquias, confirmou que o acerto entre Dagoberto e o São Paulo é apenas uma questão de tempo. A esperança é de que tudo seja resolvido até o fim da próxima semana.