As vendas de veículos automotores recuaram 4,6% em março ante fevereiro, informou nesta quinta-feira, 14, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Já na comparação com março de 2014, a queda foi de 3,7%.

Na série ajustada sazonalmente, que permite ver o desempenho dos setores ante o mês imediatamente anterior, sete das dez atividades apresentaram um volume de vendas menor em março. Além de veículos, a principal baixa ocorreu em móveis e eletrodomésticos, com recuo de 3,0% ante fevereiro.

As vendas também tiveram baixa nos setores de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-2,2%), tecidos, vestuário e calçados (-1,4%), equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (-0,2%), livros, jornais, revistas e papelaria (-2,3%) e material de construção (-0,3%).

Registraram aumento nas vendas os segmentos de combustíveis e lubrificantes (2,8%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (1,2%) e outros artigos de uso pessoal e doméstico (1,2%).