Vazamentos em torneiras e outras medidas simples de controle de consumo de água podem representar uma grande economia para o condomínio. Este é um dos temas abordados em cursos da Universidade Livre do Mercado Imobiliário e Condominial (Unihab), ligada ao Sindicato da Habitação e Condomínios (Secovi-PR), que atua na formação e capacitação de profissionais do setor condominial e imobiliário. “A água potável é o recurso natural mais valioso para vida e também cada vez mais escasso”, destaca o arquiteto e professor da Unihab, Vinicius Trevisan.

 Além do recurso natural, o desperdício impacta no valor do condomínio. Nos últimos anos, a tarifa de consumo da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) apresentou um aumento de 53% no acumulado entre os anos de 2011 a 2014 e de 12,5% em 2015. “O consumo consciente deve ser tratado de forma cultural em nossa sociedade, não se atendo apenas a custos e valores, mas à preservação da vida da forma como conhecemos”, frisa o professor.

 Pelo ralo – “O simples gotejar de uma torneira representa o desperdício de 60 litros por dia”, explica Trevisan. Segundo ele, para se ter ideia, se o gotejamento durar um mês, seria o equivalente ao necessário para atender as necessidades de uma pessoa por 14 dias. “Se a torneira tiver um vazamento periódico, aquele com um fio contínuo de água, o desperdício em um dia é de aproximadamente 4,5 mil litros. Já se a torneira estiver totalmente aberta superior a 16 mil litros”, enfatiza.

 Como economizar

De acordo com Trevisan, o uso de máquinas de lavar também se torna um aliado ao controle. Para se lavar louças de maneira tradicional, na pia, a estimativa é de que se gaste aproximadamente 85 litros de água, enquanto que, utilizando uma lavadora, consomem-se apenas quatro litros para lavar a louça suja por seis pessoas.

O professor ressalta ainda que, para realizar a limpeza das calçadas do condomínio, o mais indicado é utilizar apenas a vassoura quando possível, pois a cada 15 minutos do uso de uma mangueira se escoam, pelo menos 280 litros de água. Logo, para lavar um calçamento de 60 metros quadrados seriam gastos até 800 litros.