Os consumidores que tiverem bilhetes de ida ou volta pela Varig para México, Madri e Paris com datas a partir de 11 de maio, 12 de maio e 9 de junho, respectivamente, poderão solicitar o reembolso ou a reacomodação em vôos de outras companhias. Isso vale para bilhetes adquiridos com milhas do programa Smiles ou bilhetes tarifados.

A Varig não informou quantos passageiros serão afetados com a interrupção dos vôos. Mas a empresa já possui experiência no assunto. No final de janeiro, a empresa anunciou a interrupção dos vôos de Frankfurt, Roma e Londres e o esquema de reembolso e reacomodação de passageiros ocorreu sem problemas.

Entretanto, quem tem passagem marcada para as férias de julho, pode vir a encontrar dificuldades para conseguir ser reacomodado no mesmo dia, sobretudo no caso de vôos nas datas mais concorridas.

A Varig informa que tentará reacomodar o passageiro na data mais conveniente, seja em companhias nacionais ou estrangeiras. A TAM voa para Paris (três vôos diários) e Madri (um vôo diário), mas não para o México. Na Europa, há a opção de vôos diretos pela Air France (Paris) ou pela Ibéria (Madri). No México, a única empresa nacional que opera hoje é a OceanAir, mas há rumores que está desistindo. A rota é servida ainda pela AeroMéxico.

Em um comunicado divulgado nesta sexta-feira (11), a Varig diz que se "compromete desde já em prestar total amparo aos clientes que já compraram passagens para os destinos suspensos, com viagens de ida ou volta agendadas a partir das datas divulgadas". A empresa disponibilizou um serviço telefônico (0800 728 7787) que funcionará 24 horas, sete dias por semana, para tirar dúvidas e fornecer informações sobre reacomodação e reembolso. Para clientes na capital paulista, há dois números de telefone, um para clientes que compraram bilhetes com Smiles (11) 5091-2649 e outro para bilhetes tarifados (11) 2164-2950.

Para quem quiser optar pelo reembolso, a recomendação da Varig é que o cliente entre em contato com o agente de viagem. Quem comprou na Varig, deve enviar e-mail para reembolso central@varig.com ou entrar em contato com a central de vendas no 4003-7000, de segunda a domingo.

Segundo o diretor de atendimento do Procon de São Paulo, Evando Zuliani, o procedimento da Varig no caso está de acordo com o estabelecido no Código de Defesa do Consumidor (CDC). "É um caso de descumprimento de oferta, em que a companhia tem de se comprometer a honrar o serviço vendido, seja por sua própria conta ou por acordo de cooperação com outra empresa."

Zuliani diz que o passageiro que não aceitar voar por outra companhia tem a opção, por lei, de pedir o ressarcimento do valor pago pelas passagens. "O primeiro contato deve ser a com a própria companhia. Caso não seja atendido, pode procurar um órgão de defesa do consumidor e formalizar uma reclamação na Anac."