Os lançamentos de imóveis de um dormitório na cidade de São Paulo praticamente triplicaram na comparação com os mesmos meses de 2012, mostra pesquisa do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), divulgada nesta terça-feira, 19. No período, os lançamentos de unidades com apenas um quarto passaram de 1,9 mil unidades para 5,4 mil unidades, um crescimento de 2,84 vezes. “É um dado significativo e mostra tendência do mercado consumidor”, disse Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi.

Com isso, os imóveis de um dormitório representaram 26% dos lançamentos em 2013. Já as unidades de dois dormitórios continuam na liderança, com 42,4%. No acumulado do ano, foram lançados 9 mil imóveis de dois quartos, ante 9,2 mil no mesmo período do ano passado. “Esses imóveis continuam sendo a opção de compra da maioria das pessoas que está entrando no mercado imobiliário, realizando sua primeira compra”, disse.

A pesquisa do Secovi-SP mostrou também que cinco bairros paulistanos concentraram 34% do total de 21,2 mil lançamentos no ano: Barra Funda, com 1.825 unidades; Vila Prudente, 1.719 unidades; Itaim Bibi, 1.436 unidades; Vila Andrade 1.198 unidades; e Lapa, 1060 unidades. “São os distritos onde ainda existe estoque de outorga onerosa. À medida que esse estoque for caindo, a tendência é de que os lançamentos se movimentem pela cidade”, disse Petrucci.

Em relação a preços, o sindicato registrou crescimento de 10,4% na média do metro quadrado nos últimos 12 meses encerrados em setembro. Com isso, o preço médio avançou para R$ 8,2 mil por metro quadrado.