enkontra.com
Fechar busca

Economia

economia

Resultado de operações descontinuadas da Eletrobras melhora 88% no 1º tri

  • Por Estadão Conteúdo

O resultado das operações descontinuadas da Eletrobras apresentou queda de 88% nas perdas, que somaram R$ 223 milhões no primeiro trimestre deste ano, ante R$ 1,91 bilhão um ano antes. Enquanto a receita com essas operações recuou 20%, para R$ 1,649 bilhão, os custos operacionais declinaram 24% (R$ 1,541 bilhão) e as despesas operacionais caíram 39% (R$ 709 milhões).

Segundo a empresa elétrica, a alienação de investimentos teve um impacto de R$ 859 milhões na redução do prejuízo da Eletrobras com operações descontinuadas. A companhia destacou ainda que apenas os ganhos registrados com a alienação, pela Chesf, das SPEs dos Complexos Eólicos Senta Sé I, II e III somaram R$ 183 milhões.

A receita de geração total cresceu 24,3%, para R$ 5,622 bilhões no trimestre, com a alta de 29,6% na linha de suprimento (R$ 3,798 bilhões); expansão de 57,7% de operação e manutenção (R$ 841 milhões); e aumento de 7,8% com fornecimento (R$ 561 milhões).

Já as receitas de transmissão recuaram 19,6%, puxadas por receitas O&M – linhas renovadas, com queda de 23,6%, para R$ 643 milhões; e financeira – retorno do investimento – RBSE, com retração de 23,6%, para R$ 913 milhões.

A Eletrobras registrou uma venda de 17,2 TWh de energia, contra 17,0 TWh negociados no mesmo período do ano anterior, representando uma alta 1,2%.

Segundo o balanço da Eletrobras, as operações da Eletronorte totalizaram 4,1 TWh de energia no primeiro trimestre, ante 5,6 TWh de um ano antes. Na Chesf atingiram 1,2 TWh, igual ao período anterior, enquanto em Furnas as vendas somaram 5,5 TWh, ante 5 TWh na comparação anual. A Eletronuclear registrou vendas de 3,4 TWh, total idêntico na comparação anual.

O total de custos operacionais somou R$ 1,289 bilhão no primeiro trimestre, alta de 17,1%. Esse resultado foi influenciado pelo aumento de 207%, para R$ 530 milhões, dos custos com combustíveis para produção de energia elétrica; e de 10%, para R$ 435 milhões, da energia comprada para revenda.

Holding

A empresa destacou que do lucro da Eletrobras Holding somou R$ 1,398 bilhão, alta de 205%. Esse resultado foi influenciado decisivamente por pelos resultado de participações societárias, com efeito de alienação de participações e resultados de controladas (R$ 1,989 bilhão ante R$ 1,475 bilhão de um ano antes).

Outros impactos foram dos passivos a descoberto em controladas no montante de R$ 16 milhões, por conta, principalmente, da controlada CGTEE (R$ 148 milhões), parcialmente compensada por Amazonas GT (R$ 132 milhões).

Além disso, o resultado foi impactado por provisões para contingências judiciais, no montante de R$ 104 milhões, decorrente, principalmente, das relativas aos processos judiciais de empréstimo compulsório no montante de R$ 220 milhões

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas