O Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) está preocupado com a inflação baixa do país e não vai elevar os juros básicos antes que os preços voltem para níveis considerados normais, afirmou hoje o presidente do Fed, Stanley Fischer, em entrevista à Bloomberg TV.

“A situação interessante em que estamos é que o emprego está crescendo bem rápido em relação ao desempenho anterior e, ainda assim, a inflação está muito baixa. E a preocupação…é não agir antes de virmos a inflação, assim como o emprego, voltando para níveis mais normais”, disse Fischer.

Segundo Fischer, se o Fed estivesse preocupado unicamente com a inflação, a instituição teria de tentar ser mais acomodatícia, se possível. A economia, por sua vez, ainda não se normalizou, mas “esperamos fazer isso”, declarou o vice do Fed à emissora norte-americana.

Fischer disse ainda concordar que a inflação precisa ganhar força, mas afirmou ser contrário a uma meta anual de 4%. A meta atual de inflação do Fed é de 2%. Para ele, boa parte da desaceleração dos preços é temporária e está relacionada aos preços do petróleo e das matérias primas.

“Essas são coisas que vão se estabilizar em algum momento, então não continuaremos (com a inflação) baixa do jeito que está para sempre”, comentou Fischer.

O vice do Fed também afirmou que os indicadores econômicos precisam balizar as decisões de política monetária. “É bom que fiquemos atentos aos dados e às expectativas de inflação”, disse. Fonte: Dow Jones Newswires.