O déficit comercial da zona do euro aumentou fortemente em janeiro deste ano para 10,5 bilhões de euros (US$ 14,3 bilhões), comparado a um déficit de 1,7 bilhão de euros em dezembro do ano passado – dado revisado em relação à estimativa anterior de 700 milhões de euros -, informou nesta segunda-feira (23) a agência de estatísticas Eurostat. Desde janeiro deste ano, a zona do euro é composta por 16 países europeus que compartilham a moeda. No fim do ano passado, a eurozona era formada por 15 países europeus.

No primeiro mês deste ano, a exportações da zona do euro declinaram para 94,7 bilhões de euros, de 112,2 bilhões de euros no último mês do ano passado, enquanto as importações recuaram para 105,2 bilhões de euros, de 113,9 bilhões de euros, na mesma base de comparação.

O déficit comercial total da zona do euro em 2008 atingiu 335,4 bilhões de euros, de 265,2 bilhões de euros em 2007, com o comércio de produtos de energia representando a maior parte do déficit, informou a Eurostat. As importações de energia aumentaram 30% em 2008 em relação ao ano anterior.

O comércio de alimentos e bebidas registrou superávit de 11,1 bilhões de euros em 2008, acima do superávit de 8,5 bilhões de euros em 2007.

Países

Entre as maiores economias da região, a Alemanha registrou o maior superávit em 2008, de 175,5 bilhões de euros, ante saldo positivo de 194,3 bilhões de euros em 2007.

A França, por sua vez, teve déficit comercial de 67,9 bilhões de euros no ano passado, de déficit de 49,3 bilhões de euros no ano anterior. As informações são da Dow Jones.