enkontra.com
Fechar busca

Curitiba e Região

Tragédia

Trabalhador morre ao cair de obra de prédio de 23 andares em Curitiba

  • Por Alex Silveira
Obra onde ocorreu o acidente fatal fica no Batel, em Curitiba. Foto: Atila Alberti/Tribuna do Paraná.
Obra onde ocorreu o acidente fatal fica no Batel, em Curitiba. Foto: Atila Alberti/Tribuna do Paraná.

Um acidente de trabalho em altura em uma obra de um prédio de 23 andares ocasionou a morte de um operário na tarde desta quinta-feira (11), no Batel, em Curitiba. O trabalhador, de 32 anos, caiu de uma passarela de andaime de cerca de seis metros e não resistiu aos ferimentos causados pelo impacto no solo de concreto, dentro do canteiro de obras. O acidente ocorreu por volta das 15h30, na Rua Bento Viana, quase esquina com a Avenida Sete de Setembro.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre nossa regiãofutebolentretenimento horóscopo, além de blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!

Segundo alguns colegas de trabalho, o homem usava o cinto de segurança, mas ele não estava engatado na linha de vida, como é chamada a corda de proteção para trabalhos em altura. O equipamento estava preso direto em um ferro do andaime.

+Leia também: Curitiba negocia liberação de R$ 146 milhões para obras. Veja quais são!

O tenente Antonio Mendes Júnior, do Corpo de Bombeiros, confirmou a informação e ressaltou que a linha de vida, na área da obra em que o operário trabalhava, não estava preparada para aquele serviço específico. “Há uma linha no local, mas o trabalhador não tinha acesso a ela. Provavelmente, era uma linha armada para outro serviço. Infelizmente, ele prendeu o equipamento na barra e o dispositivo se soltou. Foi uma fatalidade”, disse Mendes Júnior.

+ Leia mais: Erro em aplicativo distribui cupons de descontos de até R$ 1 mil no Magazine Luiza

Os socorristas tentaram reanimar a vítima, mas o óbito foi constatado. O homem provavelmente morreu porque caiu de costas e com a cabeça no chão. A criminalística foi acionada e deve apurar as causas e responsabilidades do acidente. O corpo será encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML).

Resposta da empresa

A Thá Engenharia lamenta profundamente o acidente que ocorreu na tarde desta quinta-feira (11) no centro de Curitiba. Informamos que o funcionário, contratado por uma prestadora de serviço do empreendimento, estava utilizando todos os equipamentos de segurança para a execução das atividades. Mas, infelizmente, ocorreu um problema mecânico em um dos equipamentos. A Thá Engenharia informa que colaborará com a averiguação da causa do acidente e se coloca à disposição das autoridades para eventuais esclarecimentos.

Foto: Atila Alberti/Tribuna do Paraná.

O operário usava o cinto de segurança, mas ele não estava engatado na linha de vida. Foto: Atila Alberti/Tribuna do Paraná.

 

 

 

 

 

 

 

Cidades da Grande Curitiba podem ficar sem água nesta semana; veja a lista!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

19 Comentários em "Trabalhador morre ao cair de obra de prédio de 23 andares em Curitiba"


Ricardo CAP 1975
Ricardo CAP 1975
3 dias 12 horas atrás

Sem uma investigação detalhada do ocorrido qualquer comentário torna-se mera especulação.

Pedro Mueller
Pedro Mueller
3 dias 2 horas atrás

Ah eh mesmo?!?!?

Jack Bouer
Jack Bouer
3 dias 12 horas atrás

A empresa é OBRIGADA a fornecer EPIs e treinamento para usá-los, enquanto o trabalhador é OBRIGADO a utilizar EPIs e seguir as normas de segurança. Se informem antes de falar besteiras tipo “cadê o técnico em segurança?”. Nenhuma empresa é obrigada a pagar um profissional pra ficar de babá de outro.

Márcio Lisbôa
Márcio Lisbôa
3 dias 14 horas atrás

Na nota da empresa nem uma palavra a família do trabalhador. Certamente não compraria um imóvel construído por esta empresa já que demonstra de maneira inequívoca pouco apreço a vida humana

Pedro Mueller
Pedro Mueller
3 dias 2 horas atrás

Meu amigo, tu só tem grana pra comprar da MRV. Tha não eh pra vc.

Tiago Ribas
Tiago Ribas
3 dias 19 horas atrás

Lamentável a dinâmica do acidente, será que a obra tinha alguém da área de segurança do trabalho acompanhando as atividades? Segundo um colega que atua na área de construção, varias construtoras estão optando em contratar estagiários na área de segurança para reduzir os custos, muito lamentável!!

Pedro Mueller
Pedro Mueller
3 dias 2 horas atrás

Isso eh mentira, se for verdade prove com algum exemplo. A peaozada pira

Mário
Mário
3 dias 21 horas atrás

trabalhador que está exercendo sua função. Ele estava labutando pelo pão de cada dia, então é muito triste

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas