Um assaltante se deu mal ao roubar um carro e levar um casal como refém, às 21h de sábado, em um posto de combustível, no Hauer. O marginal obrigou o motorista a dirigir até Quatro Barras, onde foi abordado pela Polícia Militar. Houve troca de tiros, um policial e uma vítima foram feridos com tiros de raspão, e o suspeito do assalto, identificado como Elizeu da Silva Pedroso, 26 anos, morreu na hora, com um tiro na cabeça.

O casal estava parado no posto, em um Fiat Brava, quando Elizeu, armado com um revólver, o rendeu e ordenou que seguisse para a região metropolitana. Um parente das vítimas, que estava em outro carro, estacionado no mesmo posto, seguiu o Brava e, pelo telefone celular, avisou a polícia. No trajeto, o marginal obrigou que o motorista parasse para abastecer. As vítimas estavam sempre sob a mira do revólver.

Abordagem

Os momentos de tensão duraram mais de uma hora até que, em Quatro Barras, na Rua Dom Pedro II, uma viatura da PM se aproximou do Brava e os policiais ordenaram que o marginal se entregasse e libertasse as vítimas. Porém, o bandido não acatou a ordem.

Segundo o tenente Paulo, do 17.º BPM, os policiais atiraram nos pneus e fizeram com que o veículo parasse. “O indivíduo saiu do carro fazendo uma vítima como escudo e atirou nos policiais. Um sargento ficou ferido com um tiro de raspão no braço. No entanto, em um momento de descuido do marginal, nosso policial, bem posicionado e preparado para o momento, efetuou o disparo que acertou a cabeça do bandido”, completou o tenente. O sargento e a vítima do sequestro não correm risco de morte.