O homem de 70 anos que foi vítima de uma explosão, na última sexta-feira (4), no sobrado em que morava no bairro Jardim das Américas, em Curitiba, não resistiu aos ferimentos e morreu no início da tarde de terça-feira (8). Ele estava internado na UTI da ala de queimados do Hospital Evangélico Mackenzie em estado grave com 70% do corpo queimado.

O acidente aconteceu quando Carlos Roberto da Silva acendeu o fogão para cozinhar um ovo no café da manhã. O vazamento de um botijão de gás na área de churrasqueira no primeiro dos três andares da residência foi a causa da explosão. O botijão ficava cerca a 1,5 metro de distância de onde estava a vítima.

+Leia também: Funcionários dos Correios são alvo de operação contra o tráfico na Grande Curitiba

Segundo o Corpo de Bombeiros, o gás se espalhou por toda a casa e acabou causando danos em outros cômodos, inclusive nos andares superiores. Móveis e eletrodomésticos ficaram destruídos com a explosão. A esposa da vítima, Tereza Suzano, de 70 anos, estava no quarto no primeiro andar da casa quando o acidente aconteceu e não se feriu.

Carlos Roberto da Silva será cremado nesta quarta-feira (9) no Crematório Perpetuo Socorro, em Campo Largo, na região metropolitana.

Pacato professor de francês. Quem é o idoso que disparou 60 tiros dentro de casa?