A frente fria que avança pelo Paraná e traz a chuva para todo o estado também pode ocasionar fortes temporais. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta laranja de tempestade para a região metropolitana de Curitiba e demais regiões do estado. O Alerta vale até a meia-noite desta sexta-feira (22) e prevê a ocorrência de ventos intensos, entre 60 km/hora e 100 km/hora, e queda de granizo. Também há risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos. A chuva é bastante esperada em Curitiba e região que passam por uma forte estiagem e constantes rodízios no abastecimento de água.

+Leia mais! Apesar da previsão de chuva, Sanepar aumenta rodízio de água até terça-feira (26)

De acordo com o Inmet, além da região metropolitana da capital, há alerta de temporal para o Litoral, região central do estado, Norte, Oeste, Sudoeste e Sul Paranaense. Já segundo o Instituto Simepar, em Curitiba, região leste, a chuva vem menos organizada nesta sexta e deve começar a cair no meio da tarde.

Mesmo assim, de acordo com a meteorologia, é possível que a quantidade das precipitações varie entre 10 mm a 15 mm na capital, o que já serviria para amenizar um pouco as condições de tempo seco, mas não para solucionar a estiagem que vive o Paraná. A chuva em Curitiba deve avançar pela madrugada do sábado (23).
Ainda de acordo com o instituto meteorológico, a presença da chuva não será suficiente para dar fim ao pior período de estiagem que vive o Paraná, desde que se iniciou o acompanhamento do tempo no estado, em 1997. Para se ter ideia da força do fenômeno, durante este período a Sanepar tem realizado rodízios constantes no abastecimento de água potável na capital.

+Leia mais! Falta de água, saúde, queimadas: o impacto da forte estiagem em Curitiba e região

Para se prevenir de acidentes durante temporais, o Inmet orienta que, em caso de rajadas de vento, não se deve buscar abrigo debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas. A orientação também aponta que não se deve estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Ainda de acordo com o Inmet, se possível, deve-se desligar aparelhos elétricos e o quadro geral de energia.

Mais informações podem ser obtidas junto à Defesa Civil (telefone 199) e Corpo de Bombeiros (telefone 193).

+Viu essa? Não desperdice água! Com estiagem, pode faltar durante a pandemia


Precisamos do seu apoio neste momento!

Este conteúdo te ajudou? Curtiu a forma que está apresentado? Bem, se você chegou até aqui acredito que ficou bacana, né?

Neste cenário de pandemia, nós da Tribuna intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise. Bora ajudar?

Ao contribuir com a Tribuna, você ajuda a transformar vidas, como estas

– Pai vende vende 1000 bilhetes de rifa com a ajuda da Tribuna pra salvar o filho
– Leitores da Tribuna fazem doação de “estoque” de fraldas para quíntuplos
– Leitores se unem para ajudar catadora de papel de 72 anos

E tem várias outras aqui!

Se você já está convencido do valor de sua ajuda, clique no botão abaixo