Amigo dos dois homens assassinados em Fazenda Rio Grande na semana passada, Henrique Ortiz da Silva, 20 anos, foi alvejado por vários disparos na tarde dessa segunda-feira (09). Ele andava de bicicleta, quando o veículo onde estava o atirador o emparelhou. O rapaz não resistiu aos ferimentos e tombou morto no meio da via.

O crime ocorreu na Rua Canafístola, por volta das 15h. Segundo tenente Pedro, do 17º Batalhão da Polícia Militar, as testemunhas não repassaram o modelo ou a cor do veículo do assassino. “Não sabemos precisar quantos foram os disparos. A arma usada foi uma pistola calibre 380, devido aos estojos e restos de munições encontrados no local”, afirmou o tenente.

A mãe de Henrique passou mal ao ver o filho morto, e precisou ser retirada da área do crime. Ele morava com ela e uma irmã, que possui necessidades especiais, no Jardim Europa. O rapaz tinha uma filha de três meses com uma namorada.

Uma familiar da vítima contou que ele tinha saído de casa para comprar fraldas para a irmã. Ela disse que, há cerca de um ano, Henrique levou dois tiros quando estava em um bar. Os atiradores ainda teriam o procurado na Unidade Pronto Atendimento (UPA), onde foi socorrido. “Ele não morreu por pouco daquela vez”, comentou a mulher.

Henrique era usuário de drogas há alguns anos, motivo pelo qual a familiar acredita que tenha sido morto. “Devia estar devendo para alguém”.

Existe a possibilidade do assassinato de Henrique estar relacionado com os dois homicídios que ocorreram na última sexta-feira (06). Alexandre Marques, 33 anos, foi morto após uma discussão, no Jardim Europa.

Minutos depois, o suspeito do crime, João Pedro Pereira, conhecido como “Pedrinho”, foi alvejado no bairro Santa Terezinha. “Os dois eram amigos dele, de frequentar a casa e tudo”, comentou a mulher.

O crime será investigado pela Delegacia de Fazenda Rio Grande. O corpo de Henrique foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).