Rio – A polícia localizou ontem, em São Paulo, um dos livros furtados do acervo do Museu Nacional, na semana passada, no Rio. O diretor do museu, Sérgio Alex de Azevedo, disse que a obra recuperada é ?Medicina Brasiliensi?, escrita em 1648 pelo escritor holandês Piso Willem, que valeria entre R$ 50 mil e R$ 70 mil. Ainda estão desaparecidos 13 livros inteiros e páginas de outros 12. O livro foi encontrado em um antiquário no Bixiga. Azevedo viajou para a capital paulista para acompanhar as investigações. Ele disse ter ficado surpreso pelo livro ter sido encontrado numa feira de antiguidades ao ar livre. “No início eu achava que o furto tivesse sido feito por encomenda, para ser revendido no mercado negro internacional.” Para Azevedo, pode ser que a agilidade da polícia pode ter frustrado a tentativa de enviar os livros para o exterior. “Ainda tem vários (livros) desaparecidos, mas achamos o fio da meada. Temos que continuar investigando para achar o resto”, afirmou. A polícia informou que prendeu um estudante de biblioteconomia e que uma quadrilha de estudantes universitários seria a responsável pelos roubos.