A Petrobras negou informação divulgada pela polícia hoje, durante a madrugada, de que o corpo de um homem foi encontrado dentro de um duto da empresa no Distrito de Polvilho, em Cajamar, região noroeste da Grande São Paulo.

De acordo com informações da Assessoria de Imprensa da Petrobras, o duto é enterrado e fechado – e seu interior é ocupado por diversos produtos, não havendo possibilidade de se colocar um corpo no local. Ainda de acordo com a assessoria, informações da polícia dão conta de que o corpo foi encontrado num terreno localizado a cerca de sete metros da faixa por onde passa o duto.

Segundo a perícia, o homem, por volta dos 25 anos, foi morto aparentemente por enforcamento. O rapaz trajava uma jaqueta verde, bermuda bege e estava com uma corda amarrada no pescoço e os braços para trás, sendo que as mãos estavam amarradas com fio de arame. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial (DP), de Cajamar.