O senador Aloizio Mercadante (PT-SP) informou que irá conversar com a bancada do PT para decidir sobre a proposta feita pelo líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM), para que aceite a missão de relatar o caso Renan Calheiros, no Conselho de Ética. "Do jeito que está, não pode continuar. Acho que o PSDB fez o movimento correto ao se lançar candidato (à presidência do Conselho de Ética). Não vejo outra saída para este problema que não seja as principais lideranças do Senado assumirem suas responsabilidades", disse Mercadante após a conversa com o líder do PSDB.

Arthur Virgílio anunciou hoje que se lançará candidato à presidência no Conselho de Ética e propôs a escolha de Mercadante como relator do caso. Aloizio Mercadante disse que chegou ontem de Montevidéu e ficou surpreso com a dimensão que a crise sobre o caso Renan alcançou durante o fim de semana. Ele reiterou que a situação não pode ficar do jeito que está.