Após mais de três anos em obras, a agência central dos Correios, em São Paulo, será reinaugurada nesta quarta-feira (30), com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A edificação histórica do início do século XX, no Vale do Anhangabaú, estava fechada para obras de restauração e reforma desde novembro de 2004. Além do presidente Lula, têm presença confirmada na reinauguração, às 17h30, o ministro das Comunicações, Hélio Costa, e o presidente dos Correios, Carlos Henrique Custódio. A agência será a maior do Brasil, com 4.838 m2, 42 guichês de atendimento e 150 empregados.

Na solenidade desta tarde, os Correios lançam um carimbo comemorativo, contendo em alto relevo a imagem da fachada do prédio, construído em 1919, hoje tombado pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da cidade de São Paulo e enquadrado como parte do patrimônio histórico da cidade (1992) e pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (1997).

A obra foi projetada pelo arquiteto Domiziano Rossi e finalizada após sua morte, por Felisberto Ranzini. O edifício histórico, localizado na Avenida São João, s/nº, possui cerca de 15 mil m2 distribuídos em cinco pavimentos. A agência central ocupa o pavimento térreo. As obras de reforma e restauro custaram R$ 19 milhões. A agência central que vinha funcionando provisoriamente na Rua Líbero Badaró deixa de funcionar com a reinauguração.