O Governo Federal cancelou a antecipação da segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 que seria pago nesta sexta-feira (23). Segundo o Ministério da Cidadania, o governo está impedido legalmente de fazer esta antecipação. O auxílio emergencial de R$ 600 seria liberado para trabalhadores informais e pessoas inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) nascidas entre janeiro e fevereiro.

+LEIA MAIS! Tire todas as suas dúvidas sobre o auxílio emergencial de R$ 600

Para o Ministério da Cidadania, por causa do alto número de informais cadastrados os recursos disponíveis para cada uma das três parcelas era de R$ 32,7 bilhões. Deste total, já foi transferido R$ 31 bilhões e ainda existem aproximadamente 12 milhões de cadastros na primeira parcela. Por isso, o governo pediu ao Ministério da Economia uma suplementação orçamentária o mais rápido possível para suprir estes números.

Em nota, o governo informou que, por fatores legais, orçamentários e pelo alto número de pedidos, muitos deles ainda em análise, inclusive, está impedido legalmente de fazer a antecipação da segunda parcela.

+ Veja també! Como baixar o APP Auxílio Emergencial ou cadastrar-se pelo site?

E a primeira parcela, cadê?

Boa parte dos beneficiários não recebeu sequer a primeira parcela e há relatos de trabalhadores esperando pelo depósito mesmo após terem sido aceitos no programa.