Mesmo depois do Comitê de Política Monetária do Banco do Central (Copom) ter mantido ontem a taxa básica de juros da economia, o Banco do Brasil decidiu hoje reduzir as taxas de juros cobradas no BB Crédito Benefício, uma linha de crédito CDC voltada aos aposentados e pensionistas do INSS que tem conta corrente no Banco do Brasil e que recebem benefício em conta. A partir de agora, a taxa cobrada pelo empréstimo, que antes era de 4,49% ao mês, vai variar de 1,75% a 2,5%, dependendo dos prazos de contratação do empréstimo. “Para o consumidor, o impacto é positivo, pois o cliente passa a ter a disponibilidade de crédito a juros mais acessíveis”, disse o vice-presidente substituto de Verejo e de Distribuição do Banco do Brasil, Paulo Cesar Simplício.

Segundo ele, a estratégia do banco é continuar reduzindo os juros de alguns produtos financeiros na medida em que o Banco Central for sinalizando que manterá a curva de queda da taxa básica de juros, ainda que com interrupções. Desde o lançamento da linha de crédito especial para os aposentados, o BB já emprestou 25 milhões de reais para 103 mil correntistas. “Nossa meta é disponibilizar cerca de 1 bilhão de reais para 700 mil pessoas até o fim do ano”, disse.