A Semana da Cultura do Paraguai apresenta Avatares II, uma exposição individual da artista  plástica María Gloria Echauri, conhecida como Malola, que acontece na Casa Andrade Muricy (Al. Dr. Muricy, 915). Na ocasião serão apresentadas dezenas de  obras, em vários tamanhos, nas técnicas de acrílico sobre tela, cerâmica, azulejos e instalações que têm como temática a cultura indígena do Paraguai. "São trabalhos fragmentados, que formam um todo", define a artista. A mostra tem entrada franca e permanece até o dia 16 de agosto.

Malola conta que montou uma exposição especial para a Semana da Cultura do Paraguai, reunindo peças da mostra "Perfiles Urbanos" e "Avatares". Ela explica que essa exposição é quase um antologia de sua produção, com coisas antigas e outras mais recentes tendo, como elemento comum, as comunidades indígenas.

"A iconografia que apresento busca resgatar os índios que provêm de diversos lugares e se instalam na capital paraguaia. Essas comunidades são obrigadas a deixar seus lugares de origem em busca de melhores condições de vida e acabam perdendo não só o contato com sua terra de origem mas, também o seu território imaginário diante de condições de vida e padrões culturais diferentes do que eles tinham", considera.

Desta forma, a obra de Malola representa o ponto de vista da artista sobre essa realidade: fragmentos indígenas. Telas que são separadas entre elas mas que, no final, formam um todo. Cores áridas. "Esse trabalho é o produto de uma investigação  pessoal. O povo indígena que vem para Assunção fica sentado nas ruas e passa desapercebido pelas pessoas. O meu olhar se  deteve nessas expressões que levei de forma fragmentada para a obra".

Entre as obras que Malola trouxe, duas se destacam. Uma delas, Dança-Oração, representa um círculo de danças sagradas do povo Guarani, feita com cubos de madeira com as pegadas dos índios e com palavras da cultura oral dos indígenas  reproduzidas  na  caligrafia da artista. A artista também montou uma instalação, chamada Olhares, que é um totem com seis cubos de madeira trazendo transfers sobre tela com fragmentos do povo indígena. "É como um quebra-cabeça lúdico para o espectador. São os fragmentos em busca da unidade", finaliza a artista.

Serviço:
Exposição "Avatares" da artista plástica María Gloria Echauri (Malola)
Do dia 11 ao dia 17 de agosto
Local: Casa Andrade Muricy (Al. Dr. Muricy, 915).
Horário  de  visitação: de segunda a sexta, das 10 às 19 horas. Sábados e domingos, das 10 às 16 horas.
Entrada franca.