Levar para as ruas de Curitiba um teatro de qualidade é o desafio que o grupo A Arte da Comédia tem pela frente. Mais do que democratizar o acesso à cultura, o objetivo do grupo é fazer com que esse gênero se adapte bem ao gosto dos curitibanos. Para essa jornada, o diretor do grupo, o italiano Roberto Innocente e sua trupe, composta pelos atores Alaor Carvalho, João Graf e Susane Bueno, optaram em investir na chamada commedia dell’arte, muito popular no país europeu. O texto escolhido foi As espertezas de Arlequim, que estreia hoje na Rua XV de novembro.

De acordo com o diretor, para que o espetáculo fosse montado, foi necessário um longo estudo a respeito do gênero. “Aqui no Brasil há pouco material que fala a respeito da commedia dell’arte. Foi necessário buscar livros em cidades italianas, como Milão, para poder entender bem o conceito desse gênero. Foi um trabalho grande, que levou muito tempo, mas estou certo de que estamos pronto para encarar esse desafio”, afirma.

A peça utiliza um texto fixo, elaborado a partir de improvisações com base no canovaccio (estrutura teatral muito simples, que vem desde o século XV). Justamente por utilizar as improvisações, o texto exige bastante dos atores. “Esse teatro exige uma certa habilidade de quem está em cena, pois é preciso talento na hora de improvisar. Isso determina o resultado final do espetáculo. Felizmente, a equipe é muito boa e está tranquila com a estreia, uma vez que a preparação foi bem positiva, pois realizamos ensaios abertos ao público em diversos lugares de Curitiba e o público aprovou o que viu”, garante o diretor.

A história da peça mostra um triângulo amoroso entre os três personagens principais: Arlequim, Pantaleão e Ricciolina. Segundo o diretor, uma das características deste estilo teatral era que o tema sempre envolvia romance. “O romance contado nestas encenações não era trágico, mas sim bem humorado. O interessante é que os personagens continuam atuais. O Arlequim é aquela pessoa ingênua; o Pantaleão é o rabugento; e a Ricciolina é uma eterna apaixonada. Ela terá que escolher entre ficar com um homem velho e rico ou com um jovem e pobre. Vão acontecer uma série de confusões que somente quem for assistir a peça é que vai saber”, informa.

Para Innocente, a peça e o formato têm tudo para dar certo na capital paranaense. “É uma peça fácil, com muito humor, piadas, gags, entre outras coisas. Esse estilo permite que possamos apresenta-la em qualquer ponto da cidade, criando uma iconografia própria do Teatro da Renascença Italiana. Espero que o teatro de rua fique na alma da cidade”.

Serviço

As espertezas de Arlequim.
A partir de hoje até 25 de abril.
De segunda a sábado, às 17h10, na Rua XV de novembro, esquina com Monsenhor Celso. Dia 21 de abril, quarta-feira, no feriado de Tiradentes, às 16h, no Zoológico. Domingos, às 10h45, nas Ruínas de São Francisco.
Entrada franca.
Em caso de chuva, a apresentação será cancelada.