Acontece hoje, em uma grande tenda na famosa praia de Santa Mônica, na Califórnia, a 23.ª edição do Film Indepentent Spirit Awards.

Considerado o ?Oscar? do cinema independente americano, a grande festa é realizada inclusive um dia antes da entrega dos prêmios Oscar, em Los Angeles. Isso parece ser o testemunho crescente da importância dos filmes independentes na indústria do cinema americano e o reconhecimento do público aos artistas que usam a arte para tratar de temas delicados, expressar pontos de vista particulares com muita criatividade e pouco orçamento.

O canal MGM exibe no dia 11 de março, às 22h, com exclusividade para Brasil e América Latina, essa grande festa da entrega do cinema independente, que neste ano será apresentada por Sarah Silverman e dará a Robert Altman, falecido em novembro passado, um troféu honorário pelo conjunto de sua obra e sua contribuição para o gênero dos filmes com grande elenco. O cineasta também compete pelo prêmio de melhor diretor com seu último filme, A última noite. Entre os atores que devem render homenagem a Altman na cerimônia estão Helen Mirren, Robert Downey Jr., Elliott Gould, Christopher Guest, Sally Kellerman, Andie MacDowell e John C. Reilly.

Na lista dos nomeados aos Independent Spirit Awards 2007, figuram nomes como os de Daniel Craig, Robin Wright Penn, Edward Norton, Forest Whitaker, entre muitos outros. A atriz Laura Dern receberá um prêmio especial por sua interpretação na última obra de David Linch, Inland Empire, que também conta com Jeremy Irons no elenco.

Os filmes Pequena Miss Shunshine, estrelado por Greg Kinnear, Uma família à beira de um ataque de nervos, protagonizado por Steve Carrel e o drama Half Nelson, que narra a história de amor entre uma aluna e o seu professor toxicodependente, são os filmes mais nomeados deste ano.

O Independent Spirit Awards foi criado em 1984, mas nessa época era Findie (Friends of Independens) Awards ou ?Os Amigos dos Filmes?. Em 1986 passou a ser chamado de Independent Spirit Awards. A idéia da premiação era prestar uma homenagem ao que de melhor havia sido produzido num determinado ano em termos de filmes independentes nos EUA, numa época em que a audiência e a infra-estrutura dessa categoria eram ainda precárias. O prêmio, então, daria visibilidade e encorajaria os cineastas a insistirem em projetos que desafiassem os paradigmas de boa cinematografia então vigentes, que relacionavam qualidade e custos numa relação diretamente proporcional. Apesar de mudanças significativas nesse cenário, o Independent Spirit Awards tem se mantido íntegro ao longo de 23 anos em sua proposta inicial.

O comitê julgador, formado por profissionais de várias categorias, como diretores, escritores, roteiristas, produtores, atores e críticos de cinema, além de, eventualmente, contar com algum convidado, como um editor, avalia cerca de 200 filmes a cada edição.