O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) agendou para a próxima sexta-feira (13), às 13h, o julgamento do caso envolvendo os torcedores de Atlético e Vasco, ocorrido no último domingo, em Joinville.

Os clubes podem perder até 20 mandos de campo, além de pagar multa. Além das agremiações, as federações Paranaense e Catarinense de Futebol, assim como o árbitro Ricardo Marques Ribeiro, também foram denunciados.

O Furacão será julgado com base no artigo 191, por “deixar de cumprir ou dificultar o cumprimento de medidas para garantir a segurança dos torcedores antes, durante e após a realização da partida” – as federações também foram incluídas neste artigo.

O clube paranaense também será julgado pelo artigo 211, por “deixar de manter o local indicado para a realização da partida com infra-estrutura necessária a assegurar a plena garantia e segurança para a sua realização”.

Ambos os clubes foram denunciados pelo artigo 213, por duas vezes, por “deixarem de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens na praça de desporto”.

Ricardo Marques Ribeiro será julgado por “deixar o árbitro, auxiliar ou membro da equipe de arbitragem de cumprir as obrigações relativas à sua função”.