O atacante ucraniano Andriy Shevchenko, que disputou a última temporada pelo Milan depois de ter sido emprestado pelo Chelsea, vai deixar o time inglês após o fim da janela de contratações do futebol europeu. Existe a possibilidade de Shevchenko voltar a atuar pelo Dínamo de Kiev, da Ucrânia, clube que formou o jogador.

O italiano Carlo Ancelotti, técnico do Chelsea, confirmou nesta sexta-feira a saída do veterano atacante, que completa 33 anos neste sábado. “Shevchenko resolveu jogar por outro time”, afirmou o treinador, que lamentou o fato de o jogador estar longe de viver o seu melhor momento.

“Eu falei com o Shevchenko e ele gostaria de jogar com continuidade aqui, mas para mim é difícil dar a ele essa possibilidade de jogar várias partidas. Eu acho que Shevchenko tomou a decisão certa para ele”, reforçou.

Ancelotti também negou que já havia descartado o jogador dos seus planos para a próxima Liga dos Campeões, fato que teria motivado a saída do atacante. “Eu tenho tempo para escolher a equipe da Liga dos Campeões. A única coisa é que Shevchenko não tinha como jogar com continuidade. Ele tomou a decisão por isso”, disse.