Diretriz

O técnico Ricardinho já antecipou que não é adepto de coletivos. Seu trabalho será embasado em treinos táticos intensos, com muitas paralisações para correções. “Eventualmente, a gente solta um pouco mais. Mas, não será sempre que isso irá ocorrer”, disse. O treinador paranista vai iniciar os testes específicos para a montagem do time a partir de sábado, quando deverá realizar o primeiro jogo-treino, contra uma equipe formada por jogadores desempregados.

Falta um

Em relação a contratações, Ricardinho ainda espera por Anderson (volante) e Douglas (atacante), ambos do Corinthians. Caso as negociações sejam confirmadas, o treinador precisaria, de imediato, de apenas mais uma peça: um meia (ou até mesmo um atacante) com maior experiência e rodagem. “Aí, garantimos um equilíbrio”, afirmou o treinador paranista.