Ainda com futuro indefinido no Santos, o técnico Claudinei Oliveira ganhou elogios do presidente do clube em exercício, Odílio Rodrigues, nesta terça-feira. Em entrevista à TV Estadão, o dirigente evitou falar sobre o futuro da comissão técnica santista, mas exibiu confiança no atual treinador da equipe.

Para Odílio, Claudinei foi o responsável por devolver estabilidade ao time após a saída de Muricy Ramalho. “Quando o Muricy saiu, tínhamos no Claudinei uma figura vitoriosa, campeão de tudo nas categorias de base. Quando convidamos para o time principal, ele ficou muito contente e muito surpreso”, disse o presidente.

Odílio se mostrou satisfeito com a rápida adaptação do treinador da base com o grupo principal. “Ele tem um carinho e uma convivência muito boa com os jogadores jovens e depois conseguiu criar um ambiente bom com os jogadores mais velhos. Ele faz um bom trabalho. O Comitê de Gestão está muito satisfeito com o trabalho dele”, garantiu.

Apesar dos elogios, o presidente em exercício não assegurou a permanência de Claudinei em 2014. No entanto, deu esperanças ao treinador ao descartar a contratação de um técnico estrangeiro nos próximos meses.

Questionado sobre a tentativa frustrada de contratar Marcelo Bielsa após a saída de Muricy, Odílio revelou as condições impostas pelo argentino para um eventual acerto. “O Santos tentou trazer o Bielsa ou algum treinador da escola do Bielsa. O Pep Guardiola, o Tata Martino, são técnicos que fazem boas referências ao Bielsa. Não chegamos num acordo em relação ao que o Bielsa queria. Ele só trabalha com 18 jogadores, quer que os jogadores durmam no CT. Depois fomos à Argentina tentar falar com o Tata Martino, mas aí surgiu o Barcelona e ele foi [para a Espanha]”.