Artilheiro do time na Série B e um dos grandes nomes desta temporada, o meia Renatinho é a prioridade do Paraná Clube para 2018. E a confiança para este acerto é grande, apesar das dificuldades na negociação, uma vez que o Tricolor chegou ao limite na proposta.

“A vontade dele é grande de permanecer e estou otimista. O Renatinho já mostrou que aqui ele pode evoluir muito. A gente espera que esse ambiente e a química que ele teve no Paraná façam a diferença. Financeiramente, estamos no nosso limite em relação à proposta”, revela o presidente Leonardo Oliveira.

“São muitos concorrentes e grandes propostas. Acho que tem grandes chances de dar certo e agora é esperar que nada irrecusável chegue para ele nos próximos dias”, complementou o dirigente.

Renatinho pertence ao Mirassol e nunca disputou a Série A do Brasileirão. No entanto, a principal concorrência paranista para adquirir o meia de 25 anos vem do futebol asiático. O atleta quase acertou sua saída na metade do ano para um clube japonês, que estaria de novo atrás do jogador.

“Eu só tenho a agradecer ao Mirassol e ao agente dele, o Nenê Zini. O Renatinho nunca tinha feito uma Série B. E ele precisava desse scout. Hoje, ele tem o direito de escolher. Nós estamos tentando mantê-lo através de uma boa proposta, mas temos vários concorrentes”, explicou o executivo de futebol do Paraná Clube, Rodrigo Pastana.

Já Nenê Zini, agente do meia, despistou sobre a renovação com o Tricolor. Em contato com a reportagem, o empresário não quis entrar em detalhes. “Ainda não temos nada definido. O mercado ainda nem começou”, falou ele.