Há dois anos, quando João Pedro desceu a Engenheiros Rebouças para trocar o Athletico pelo Paraná Clube, poucos torcedores paranistas acreditavam que o baixinho de canhota afiada seria um dos destaques na campanha do acesso. Ao lado de Renatinho, João Pedro dava uma canseira nos adversários e ajudava o Tricolor a finalmente subir pra Série A após anos complicados.

Em 2019, João Pedro iniciou a temporada no time de aspirantes do Athletico. Sem muito brilho, o meia ergueu o título do Campeonato Paranaense ao lado de outra joia do CT do Caju: Matheus Anjos. Sem espaço no time principal do Furacão, a dupla, ao lado do goleiro Lucas Macanhan e do atacante Bruno Rodrigues, pegou suas malas e desceu novamente a Engenheiros Rebouças.

Em abril, os quatro atletas passaram a integrar o elenco principal do Paraná para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. João Pedro era o principal nome do pacotão. Não era pra menos. Afinal, o cara tinha sido um dos destaques da campanha do acesso. No entanto, com o passar da Segundona, quem chamou a atenção mesmo foi Matheus Anjos.

Apesar de não ter disputado nem metade das partidas da competição, o meio-campo de 20 anos foi o diferencial do Tricolor dentro das quatro linhas. Foram 16 partidas e dois gols marcados. Quando Anjos estava em campo, o Paraná parecia ser outro time. Entretanto, uma lesão na panturrilha fez com que o meia ficasse afastado por um bom tempo. E foi visível a queda de produção da equipe neste período.

Já João Pedro foi uma decepção. Oportunidades não faltaram ao camisa 10. Ele disputou 29 partidas da Série B e marcou quatro gols. Os quatro foram marcados ainda nos primeiros jogos da competição. Mesmo com tantas chances dadas pelo técnico Matheus Costa, João Pedro não foi bem.

Os lampejos de bom futebol vieram do atacante Bruno Rodrigues. O jovem de 22 anos entrou no decorrer dos jogos contra Cuiabá e Oeste e agradou. No clássico contra o Coritiba, no Couto Pereira, o ponta foi a principal surpresa como titular. E ele não decepcionou. Foi o principal nome naquele jogo marcante pra torcida. Depois daquele jogo, Bruno Rodrigues virou titular absoluto e alternou boas e más partidas. Foram 29 no total e apenas dois gols marcados.

+ Confira a tabela e a classificação da Série B!

Por fim, o goleiro Lucas Macanhan não recebeu nenhuma chance no time principal do Paraná. O arqueiro foi a terceira opção do técnico Matheus Costa. Pelo Tricolor, ele fez apenas seis partidas pela equipe de aspirantes.

O destino dos quatro ainda é incerto. A possibilidade é de retorno ao Furacão para a disputa do Campeonato Paranaense para depois voltarem a ser emprestados. Certamente, o Paraná estará na fila novamente.

Mais do Tricolor:

+ Veja jogadores em fim de contrato com o Paraná Clube
+ Conheça os motivos do Paraná Clube pra renovar com Matheus Costa
+ João Pedro deixa o Paraná e retorna ao Athletico