enkontra.com
Fechar busca

Paraná Clube

Paraná Clube

Paraná Clube

Falhas cruciais

Ataque do Paraná Clube volta a cometer erros decisivos e gera incômodo

Apesar de ter marcado após dois jogos, Tricolor desperdiçou diversas chances para vencer o Athletico

  • Por Guilherme Moreira
Único camisa 9 do elenco, Jenison voltou a marcar pelo Paraná Clube, mas time pecou muito lá na frente. Foto: Cassiano Rosário

O Paraná Clube só empatou por 1×1 com o Athletico neste domingo (3), na Vila Capanema, pela quinta rodada da Taça Barcímio Sicupira, e está distante das semifinais do Campeonato Paranaense. O ataque paranista voltou a marcar após dois jogos, mas os gols perdidos impediram uma vitória no clássico.

Após os quatro gols diante do Foz do Iguaçu, o Tricolor tinha passado em branco contra Maringá e Toledo, além da estreia diante do Operário. Frente ao Furacão, o atacante Jenison fez o segundo dele pelo clube e acabou com o pequeno jejum.

+ Leia também: Dado Cavalcanti lamenta erros do Tricolor contra o Athletico

Entretanto, o time paranista poderia ter feito mais. Com duas oportunidades na primeira etapa e mais três no segundo tempo, a equipe não “matou o jogo” e ainda levou a igualdade do rival. Esse vacilo foi novamente lamentado pelo técnico Dado Cavalcanti, que, apesar de ter elgiado a evolução e o desempenho contra o Rubro-Negro, já havia alertado sobre a falta de tranquilidade no último passe ou na finalização em jogos anteriores.

+ Mais na Tribuna: Chuva, campo pesado e poucos torcedores refletem desempenho dos times no clássico

“O gesto técnico é o detalhe, executado na formação da base. E, acima de tudo, é voltado para a última bola. Eu lamento não só a definição, mas a última bola. Isso é estímulo e repetição. Nós temos que amadurecer e não podemos dar chance pro adversário”, falou o treinador.

Sem um reserva para a referência como centroavante, já que Cléo chegou a treinar no CT Ninho da Gralha e na semana passada alegou motivos particulares para não assinar contrato, a diretoria voltou ao mercado e encontra dificuldades para achar um camisa 9 matador. Enquanto isso, a outra opção é Rafael Furtado.

+ Confira os jogos e a classificação do Campeonato Paranaense

Para o jogo de quarta-feira (6), pela primeira fase da Copa do Brasil, contra o Itabaiana-SE, mais problemas: Rodrigo Carioca deve ficar de fora por uma lesão e Andrey está suspenso. Dado Cavalcanti vai levar o recém-contratado Caio Rangel e Keslley como atacantes de lado.

APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

3 Comentários em "Ataque do Paraná Clube volta a cometer erros decisivos e gera incômodo"


Paulo  tricolor com orgulho
Paulo tricolor com orgulho
4 meses 22 dias atrás

Já está na hora do Dado começar a escalar os contratados que vieram para jogar, só correria não adianta.
O tal do Timbó é fraco, falha direto, o Andrey e o Alysson correm mas não sabem chutar a gol. Cadê o Itaqui que sabe cobrar faltas e chutar de média e longa distância.

Paulo  tricolor com orgulho
Paulo tricolor com orgulho
4 meses 22 dias atrás

Isso é falta de treino e falta de qualidade técnica, no meu tempo terminava o treino e eu ficava treinando chutes a gol e cobranças de falta. o problema do ataque do Paraná é falta de qualidade, o Jenison se salva. Os da categoria de base só correm e não cruzam uma bola para a área.

Luiz Carlos
Luiz Carlos
4 meses 22 dias atrás

Vc era jogador? Profissional? Sério Paulo? Que bacana se for verdade meu amigo. Eu já fui árbitro. Parei por causa da idade.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas