Foto: Aliocha Maurício
Galvão comemora com Wellington Paulista
o primeiro gol do Paraná, para a
festa do técnico Paulo Campos.

Em casa, vai tudo muito bem. Com a vitória de ontem, na quinta rodada do Brasileirão, sobre o Cruzeiro por 2×0, o Paraná manteve os 100% de aproveitamento no Pinheirão.

Forçando a marcação nas principais peças do esquema da Raposa, o Tricolor anulou as jogadas de criação e pôde comandar a partida e garantir mais três pontos na competição. O atacante Galvão foi um dos destaques da partida, anotando os dois gols do jogo. O estreante Wellington Paulista também participou ativamente da partida e acabou saindo aplaudido pela torcida quando foi substituído.

O único momento real de perigo para o Paraná ocorreu no início da partida. O goleiro Flávio foi forçado a realizar duas defesas de dificuldade, tirando o problema da àrea paranista. O meia Alex, principal peça do Cruzeiro, sofreu com a rigidez da marcação tricolor e também não teve destaque dentro do time celeste.

Depois do susto inicial, com as duas chances da Raposa, o Paraná dominou as ações no meio-de-campo e começou a criar as primeiras chances no ataque. Wellington Paulista e Galvão tiveram a oportunidade de abrir o placar ainda na primeira metade da etapa inicial, mas pequenos detalhes atrapalhavam o tricolor. Um chute perto do travessão, outro desviado na zaga. O que faltava foi solucionado pelo autor dos dois gols. Galvão subiu mais que os zagueiros e cabeceou, balançando as redes, logo após uma cobrança de escanteio. Depois do placar aberto, o campeão brasileiro do ano passado se perdeu em campo.

O artilheiro tricolor voltou a agir nos dez minutos iniciais do segundo tempo. Para piorar a situação do Cruzeiro, Galvão recebeu de Wellington Paulista, tirou do goleiro Gomes e ampliou a vantagem. A Raposa estava acanhada e se arriscava nos cruzamentos para a área de Flávio.

Mesmo com a entrada de Guilherme, o time mineiro não esboçou reação e contou com Gomes para segurar as investidas tricolores. A zaga tricolor, que havia falhado nas partidas anteriores, segurou as tentativas de entrada na área do Cruzeiro, não deixando qualquer oportunidade de gol passar. O técnico paranista Paulo Campos saiu de campo no final da partida elogiando a obediência tática exercida pela equipe, e ressaltou que o seu time está mostrando qualidade. “Fizemos um excelente trabalho. Sem erguer a cabeça a gente está chegando”, disse.

Outros jogos de ontem: São Caetano 5×0 Criciúma e, pela Série B, Londrina 0x3 Brasiliense.

Campeonato Brasileiro
Paraná Clube 2×0 Cruzeiro

Paraná: Flávio; Cláudio, Fernando Lombardi, Carlinhos e Wesley; Axel, Beto, William (Goiano) e Fernando (Nílson); Wellington Paulista (Adriano) e Galvão. Técnico: Paulo Campos.

Cruzeiro: Gomes; Maicon (Maurinho), Edu Dracena, Cris e Leandro; Augusto Recife (Márcio), Maldonado, Wendell e Alex; Jussiê (Guilherme) e Dudu. Técnico: Paulo César Gusmão.

Súmula
Local:
Estádio Pinheirão
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS).
Assistentes: José Otávio Dias Bittencourt (RS) e Marcos Viana Ibanez (RS).
Gols: Galvão (aos 34? do 1º e aos 10? do 2º).
Cartões amarelos: Guilherme e Leandro (Cru); Cláudio, Fernando e Carlinhos(Par)