Para o técnico Dorival Júnior, o refrão cantado pelos jogadores santistas na comemoração do título paulista, mandando recado para Vanderlei Luxemburgo, do Atlético-MG, foi uma simples brincadeira. Na ocasião, os atletas disseram que a hora dele iria chegar, numa referência ao confronto entre os dois times, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil.

“Cada um fala o que quer e não vou questionar se o que eles fizeram foi ou não correto. Eu não vi nenhum desrespeito até porque os jogadores têm bom relacionamento com Vanderlei. Foi apenas uma forma de se expressar e não houve nada de pejorativo”, disse Dorival Júnior.

A interpretação de Dorival Júnior não foi a mesma do treinador do Atlético-MG. Vanderlei Luxemburgo afirmou que a atitude dos jogadores santistas poderia incitar a violência da torcida.

O técnico do Santos não definiu a equipe titular que entrará em campo nesta quarta-feira, na Vila Belmiro. “Estou em dúvida se jogo com três atacantes ou três meias”, afirmou o treinador, sem citar jogadores.

Entretanto, no último treinamento antes da partida de volta pelas quartas de final da Copa do Brasil, o treinador santista sinalizou que deverá optar pelo 4-4-2 para não abrir mão do meia Marquinhos. Assim, o atacante André deverá continuar no banco de reservas.