Com a reforma do gramado do Couto Pereira, o Coritiba ficou sem atuar em sua casa na última partida e volta nesta segunda-feira (10), às 20h, diante do Sport, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar de ter atuado em Curitiba como mandante no final de semana, na Vila Capanema, no empate em 2×2 com o Vasco, o atacante Henrique Almeida falou que a sensação é diferente e comemorou o fato de retornar ao Alto da Glória.

“Dentro de casa, voltando pro Couto, faz diferença. Muita. Tem o calor da torcida, o fator campo, o costume de jogar ali. Vamos atuar em cima para ganhar o jogo e buscar o gol a todo o momento”, prometeu ele.

Há cinco jogos sem marcar, o atleta admite que o jejum está incomodando. Ele tem dois gols na competição e o último aconteceu diante do Botafogo, no empate por 2×2, no Nilton Santos, ainda pela sexta rodada, no dia 11 de junho. O primeiro aconteceu na estreia, na goleada por 4×1 sobre o Atlético-GO, dentro de casa. O artilheiro da equipe no torneio é Kléber, com três.

“Incomoda bastante e tento verticalizar, jogar pra frente dentro de campo. Infelizmente, a bola não está entrando. Importante é a equipe ganhar, voltar a vencer. E, se Deus quiser, ainda sai um meu”, afirmou Henrique Almeida.

Confira a tabela completa do Brasileirão!

Após conquistar 15 pontos em dez rodadas, com aproveitamento de 50%, o jogador espera aumentar essa marca até a 20ª rodada para subir mais na tabela. No primeiro jogo dessa nova meta, o time tropeçou como mandante e fez um ponto frente ao Vasco. Agora, precisa recuperar o caminho da vitória, já que não faz três pontos há seis confrontos.

“O ideal era ganhar tudo, mas o torneio é difícil e parelho. É ter pelo menos 60% de aproveitamento. Temos um feito um torneio muito bom, começamos bem e sabíamos que seria difícil na sequência”, avaliou.