Se o futebol não está trazendo alegrias recentes, o Coritiba inovou na capital paranaense e lançou uma equipe de basquete, a Coritiba Monsters. O lançamento aconteceu no último domingo (24), mesmo sem a divulgação do clube paranaense em suas mídias oficiais. O vice-presidente, Aníbal Mesquita, marcou presença.

+ Leia também: Louzer disputa o Paranaense de olho na Série B

O projeto é encabeçado pelo ex-jogador, Rolando Ferreira, o primeiro atleta brasileiro a entrar na National Basketball Association (NBA), a principal competição da modalidade no mundo, no final dos anos 80. Além de tudo, ele também é torcedor do Coxa. Seu pai, que tem o mesmo nome, foi vice-presidente e conselheiro do Verdão na década de 1950 e deixou sua paixão pela equipe alviverde como herança.

+ Mais na Tribuna: Torcida está de cara com a fase do Coxa

A princípio, o Coritiba não disponibilizará recursos financeiros para impulsionar o time de basquete. O clube fez a confecção dos uniformes com sua marca própria, a 1909, e vendeu o material para os responsáveis. O time mandará seus jogos na Praça Oswaldo Cruz. O Clube Thalia também é a outra opção para as partidas.

+ Viu essa? Semifinais da Taça Dirceu Krüger estão ameaçadas

A equipe disputará o Paranaense Série Prata, a partir de abril, e o sub-20 do Novo Basquete Brasil (NBB), chamada de Liga Desenvolvimento Basquete (LDB), com atletas locais. O objetivo é estar na elite do basquete nacional até 2023. Os responsáveis ainda buscam patrocinadores para conseguir investir no time.

Ao lado do clube, o Coritiba Monsters tem a prefeitura de Curitiba e a Associação Viver Mais, voltada a projetos para crianças e adolescentes, como parceiros. O projeto também visará o desenvolvimento do basquete de Cadeira de Rodas.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!