A derrota no clássico, neste sábado (12), aumentou a crise no Coritiba. Com Jorginho no comando da equipe, em cinco jogos, o Alviverde conquistou uma vitória, duas derrotas e dois empates no Brasileirão (Sport, Botafogo, Atlético-MG, Goiás e Athletico).

“É trabalho, não existe outra forma. É levantar a cabeça, botar os jogadores com foco. Não adianta ficar reclamando. Nós vamos sair dessa zona de rebaixamento com toda certeza”, disse o treinador.

>> Walter volta a provocar o Coritiba após vitória do Athletico

Além disso, o ataque não vive uma boa fase. Dos cinco confrontos, em quatro, o Coxa passou em branco, com o pior ataque do Brasileirão. No clássico, Jorginho escalou Igor Jesus, Sassá e Robson, mas sem ter uma opção ofensiva no banco de reservas, o que fez falta para o segundo tempo.

“Os três atacantes que temos, que podem jogar na área, começaram o jogo. É uma necessidade nossa um atacante de área. Precisamos contar com jogadores que estão acostumados com esse tipo de competição. O que a gente precisa é ter um equilíbrio na equipe”, finalizou.

>> Veja tabela e classificação do Brasileirão

Na próxima semana, além de ter um período maior para treinar e corrigir os erros, o treinador ganhará o reforço do meia Sarrafiore, que chega por empréstimo do Internacional. No domingo (20), o Coritiba tem pela frente o Vasco, no Couto Pereira, às 16h00.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?