Campeão sub-20 da Taça BH pelo Coritiba, o atacante Andrezinho, 19 anos, é o eleito para substituir Ariel, que nesta semana desligou-se do clube, após vencer litígio na Justiça. E a jovem revelação alviverde não foge da raia. “Vou procurar substituir o Ariel a altura”, avisou ontem, durante a primeira entrevista de muitas que o Coxa espera que ele dê daqui para frente.

Andrezinho é o primeiro da nova safra que o Coxa produziu a integrar o elenco profissional. Domingo, o piá do bairro Cajuru (zona leste da capital) ficará no banco no amistoso contra o Tigrão, em Umuarama, mas o técnico Ney Franco confia no potencial do atleta e vai usá-lo aos poucos no Torneio de Florianópolis e na sequência da Série B.

“O André teve destaque na Taça São Paulo e foi bem também na Taça BH. Ele dá a opção de ser um jogador que atua na área, embora tenha facilidade de sair para o jogo nas costas dos volantes e pelas laterais do campo, o que o torna um segundo atacante”, avalia o treinador.

No trabalho de ontem no CT da Graciosa, o primeiro de Andrezinho entre os titulares, o jogador confirmou a análise de Ney Franco. “Sou um jogador de velocidade. Eu gosto de armar bastante o jogo e tenho que estar fazendo gols”, disse o atacante, que já atuou no time principal, mas num jogo sem grande importância – contra o Cascavel na 1.ª fase do Paranaense. Agora, ele quer uma partida para valer. “Estou um pouco ansioso para poder jogar e até nos treinamentos fico ansioso”, revela.

Andrezinho, que tem contrato até o final de julho de 2012, avalia que a bola trabalhada, com menos correria, é a ediferença entre o futebol praticado no sub-20 e no profissional.”Para mim, nos juniores é mais pegado”, finaliza o curitibano de 1,70 metro e 64 quilos.