Lopes espera que Luís Mário e
Tuta compensemo esquema cauteloso.

O campeonato brasileiro não é simples. Isso não é novidade. Mas é uma terrível realidade para o Coritiba, que não vence há mais de um mês (seis partidas) e terá que encarar o Palmeiras às 18h, no Parque Antártica.

Em um momento delicado, os alviverdes lutam para conseguir um bom resultado em São Paulo – e manter a motivação alta para a parada de duas semanas.

A intenção inicial do técnico Antônio Lopes é montar uma equipe compacta. “Não tem o que fazer. Nosso time tem como principal qualidade a marcação, e em uma partida dessas nós temos que ficar muito atentos”, resume o capitão Reginaldo Nascimento. “O rival é muito forte, tem qualidades reconhecidas, e vem de um resultado espetacular em um clássico”, lembra Lopes.

Por sinal, as virtudes do Palmeiras foram citadas pelos jogadores do Cori durante a semana. “Tem atletas muito bons, como o Muñoz, o Magrão e o Vágner Love”, cita o atacante Luís Mário. “Eles aprenderam a jogar tanto dentro quanto fora de casa. Marcam forte e atacam muito”, reitera o meia Luís Carlos Capixaba. “No Parque Antártica, eles partem mesmo para cima”, completa o lateral Jucemar.

E esta será uma característica decisiva do jogo – tanto a favor, quanto contra. “Nós precisamos tomar cuidado com a pressão deles”, avisa Reginaldo Nascimento. “Se eles não marcarem gols, eles vão se enervar, e isso pode ser positivo. Podemos jogar no contra-ataque e conseguir os gols”, diz Adriano.

Para isso, Lopes prega um time sereno. “Isso a gente conseguiu nesta semana, com bons treinos e muita conversa. E com a presença do Tuta e do Luís Mário, que entraram em forma e passam tranqüilidade para os outros jogadores”, comenta o técnico. “Se nós mantivermos a calma, ganhamos uma grande arma dentro do jogo”, concorda Capixaba.

Então a tática une a forte marcação com esporádicas estocadas no ataque. Nesse ponto, a ajuda de Cacique e Ataliba, que serão os volantes com mais liberdade, será fundamental. “Com eles mais perto, eu e o Tuta teremos mais ajuda, e aí fica mais fácil”, comemora o “Papa-léguas”, que foi poupado no treino de ontem pela manhã, no CT da Graciosa.

E um resultado – até pode ser um empate, mas os alviverdes pensam em vitória – recupera o Cori na tabela do brasileiro. E, enfim, devolve a calmaria pelos lados do Alto da Glória. “Eu sinto muita confiança nos jogadores, e por isso acredito em um bom resultado”, finaliza Antônio Lopes.

Roberto Brum sai ou continua?

Antônio Lopes não tem mais dúvidas. O volante Roberto Brum está com o caminho aberto para deixar o clube, indo para onde quiser. Mas, ao mesmo tempo, ele mantém uma fresta da porta da reconciliação. Durante a semana, o “Senador” confirmou que tem propostas para deixar o Coxa. Ele não quis explicitar quais seriam os clubes, mas especula-se o interesse do São Caetano e de clubes de Portugal. Ao mesmo tempo, Roberto Brum disse que, se até amanhã não fechasse negócio, voltaria a treinar com o grupo principal.

Na manhã de ontem, em entrevista ao Tribuna no Esporte e à rádio Banda B, Antônio Lopes afirmou que a ‘cabeça’ de Brum está longe do Cori. “Ele está pensando em sair, e ninguém vai segurar, nem a comissão técnica, muito menos a presidência. Ele tem as portas abertas para ir embora.”

Não se vê, pelo menos por enquanto, chance de reconciliação. A única chance seria um pedido de desculpas do volante para o elenco, e não publicamente, como foi tentado pelo vice-presidente Domingos Moro. “Ele sabe o que tem que fazer, e o que precisa ser feito. Se fizer isso, ele volta tranqüilamente”, finalizou Lopes. Antônio Lopes não tem mais dúvidas. Para o técnico do Coritiba, o volante Roberto Brum está com o caminho aberto para deixar o Alto da Glória, indo para onde quiser. Mas, ao mesmo tempo, ele mantém uma fresta da porta da reconciliação – é só ele fazer “o que precisa ser feito”, nas palavras de Lopes, para ser reintegrado. Ao mesmo tempo, Roberto Brum disse que, se até amanhã não fechasse com outro clube, voltaria a treinar com o grupo principal – ontem, por exemplo, ele trabalhou com os juniores.

CAMPEONATO BRASILEIRO
8ª rodada
Local: Palestra Itália (São Paulo-SP)
Horário: 18h
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (RS)
Assistentes: Sérgio Buttes Cordeiro Filho (RS) e Paulo Ricardo Silva Conceição (RS)
TV: Sportv (Net, canal 39). Informações: 331-8686 e 4004-7777

PALMEIRAS X CORITIBA

Palmeiras
Sérgio; Daniel Martins, Leonardo, Nen e Lúcio; Marcinho, Correia, Magrão e Adãozinho; Muñoz e Vágner Love. Técnico: Estevam Soares.

Coritiba
Fernando; Jucemar, Miranda, Reginaldo Nascimento e Adriano; Ataliba, Pepo, Cacique e Luís Carlos Capixaba; Luís Mário e Tuta. Técnico: Antônio Lopes.