enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Londres 2012

Brasil busca virada e se garante nas semifinais do vôlei feminino

As brasileiras precisaram de duas horas e 21 minutos para derrotar a Rússia

Depois de se classificar na última rodada da primeira fase, a seleção brasileira despachou a Rússia nesta terça-feira, pelas quartas de final do torneio de vôlei feminino dos Jogos Olímpicos de Londres, por 3 sets a 2.

As brasileiras, que agora estão a uma vitória da medalha olímpica, precisaram de duas horas e 21 minutos para vencer o jogo com parciais de 24-26, 25-22, 19-25, 25-22 e 21-19.

Nas semifinais, a seleção brasileira enfrenta a seleção japonesa, que venceu nesta terça-feira a China, por 3 sets a 2. Os duelos Itália e Coreia do Sul e Estados Unidos e República Dominicana, encerram a fase de quartas de final.

No primeiro set, brasileiras e russas fizeram um duelo de equilíbrio latente, sem possibilidade de escapada no placar e com diversas trocas na liderança. Na reta final, a equipe de José Roberto Guimarães conseguiu buscar a virada em 22 a 21, mas acabaram cedendo nova virada e perderam a parcial em 26 a 24.

O equilíbrio visto no início do jogo desapareceu no segundo set, quando as brasileiras assumiram a ponta logo nos primeiros instantes e chegou a abrir 18 a 11. Mais uma vez, contudo, a equipe deu chance a reação e chegou a ver as russas ficarem dois pontos atrás do placar, em 19 a 17. Daí para frente, o set seguiu equilibrado, e foi fechado por Thaisa em um ataque certeiro, em 25 a 22.

No terceiro set, a seleção brasileira seguindo impondo o ritmo do jogo, mas sempre seguidas de perto pelas rivais, que impediam uma fuga no placar. Mais uma queda de rendimento, contudo, permitiram que as russas tomassem o controle do set em 12 a 11. Sem bobear, as “muralhas” do Leste Europeu comandaram o placar até fechar em 25 a 19.

A Rússia partiu para cima no quarto set e cresceu ainda mais no jogo, chegando a abrir 3 a 0, no início da parcial. As brasileiras demoraram a reagir, mas aos poucos encostaram no placar novamente, virando em 9 a 8. O jogo pegou fogo e o set foi de pura tensão até o ponto final.

Thaisa e Sheila se agigantaram no bloqueio na reta decisiva da parcial e conseguiram neutralizar as principais armas russas, entre elas Gamova. No ataque, a equipe mostrou eficiência, não desperdiçou suas chances e levou o jogo para o tie-break, fechando o quarto set em um espetacular bloqueio de Fabiana, em 25 a 22.

O set de desempate foi de ainda mais pressão para as duas equipes, já que valia a continuidade na competição para brasileiras e russas. Com Sheila e Thaisa crescendo agora no ataque, o time de José Roberto Guimarães largou na frente, controlando o início do set com dois pontos de vantagem. O placar chegou as estar 10 a 7 para o Brasil, mas o drama aumentou quando as russas encostaram no placar.

Quando o duelo estava 11 a 9 para as brasileiras, um erro de arbitragem levou as brasileiras à loucura, quando o japonês Akihiko Tane marcou bola fora em ataque válido de Fernanda Garay. O lance mexeu com o jogo, e as russas, viraram em 14 a 13.

A partir daí, os ataques foram acertando bola a bola e o cada ponto conquistado como o final de um Campeonato Mundial. As russas tiveram cinco match points salvos pelas brasileiras. Um ace de Fernanda Garay, contudo, virou o jogo em 20 a 19. E no lance seguinte, o Brasil não desperdiçou sua chance, e Fabiana fechou o tie break em 21 a 19.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas