O volante Wellington completou sete jogos pelo Athletico na temporada e não pode mais atuar por outro clube na Série A. O camisa 5 tinha proposta do Grêmio, mas a negociação não se confirmou. O técnico Eduardo Barros revelou que teve uma conversa transparente com o capitão atleticano.

“A conversa foi muito transparente. Ele é homem e um excelente profissional. Tratamos olho no olho toda a situação envolvendo a sua possivel saída. Esse foi o motivo pelo qual ele não atuou na última partida. As negociações esfriaram. Ele estava disponível para fazer sua sétima partida com o clube e confirmar a permanência conosco. É um grande jogador, um dos capitães da equipe e foi hoje um agente muito importante para que a gente voltasse a vencer”, declarou Barros em entrevista coletiva.

>> Veja tabela e classificação do Brasileirão

A proposta do Grêmio envolvia o empréstimo do meia Thaciano ao Furacão. Porém, o jovem atleta não aceitou a transferência e fez a ida de Wellington ao Tricolor gaúcho esfriar. Além da proposta do Grêmio, havia a possibilidade do volante atleticano se transferir ao Corinthians em uma troca que envolvia Camacho. A negociação também não avançou.

Wellington tem contrato com o Athletico até dezembro deste ano. O clube e o atleta devem retomar as conversas a partir de agora para uma possível renovação do vínculo. Aos 29 anos, o camisa 5 está no Furacão desde 2018 e soma 88 jogos e um gol.

+ Mais do Furacão:

+ Athletico ganha confiança para o retorno da Libertadores
+ Cristian Toledo analisa vitória do Athletico contra o Coritiba
+ Walter volta a provocar o Coritiba após triunfo do Furacão


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?