O Athletico anunciou o fim do contrato de patrocínio com o banco Digi +, após onze meses de parceria. O Furacão divulgou um sucinto comunicado, nesta segunda-feira (10), em seu site oficial, confirmando o fim da parceria.

+ Saiba como assistir aos jogos do Paranaense pelo celular, computador ou Smart TV

A marca já não estampava a camisa rubro-negra deste o empate com o Paraná, dia 2 de fevereiro, na Baixada, pelo Paranaense. A Digi + é um dos braços do Banco Renner, grupo que tem o bispo da Igreja Universal, Edir Macedo, como um de seus principais investidores desde 2013.

+ Os pernas de pau do futebol paranaense! Confira no podcast De Letra!

Em 2019, a Digi + substitui a Caixa Econômica Federal como principal patrocinadora da camisa do Athletico. O banco federal deixou de investir em clubes brasileiros em 2019, após a eleição do presidente Jair Bolsonaro.

A parceria previa que o lucro e o valor total do patrocínio viriam por meio de uma cota fixa, mais um percentual sobre as contas digitais e serviços do banco eventualmente usados por torcedores do Athletico cadastrados.

Por outro lado, o Furacão renovou em 2020 com a fornecedora de material esportivo, Umbro, e também os patrocínios com a Copacol e Havan.

+ Quer assistir aos jogos do Paranaense ao vivo? Assine a DAZN com 30 dias grátis

+ Mais do Furacão:

+ Eduardo Barros acredita que derrota do Athletico pro FC Cascavel foi injusta
+ Dupla Atletiba está entre os clubes que mais usam revelações da base