A final entre Athletico e Internacional, pela Copa do Brasil, promete trazer ao público vários elementos que vão evidenciar ainda mais a emoção envolvida com o jogo. Em relação aos times em campo, um duelo entre gringos promete fazer ferver o confronto. Do lado atleticano, o argentino Marco Ruben é uma das esperanças de gol, enquanto no Colorado uma das peças-chave do elenco é o peruano Paolo Guerrero. Os centroavantes são personagens que podem decidir o título para seus respectivos times.

+ Leia mais: Furacão praticamente definido pra grande final

Em comum, além de serem estrangeiros que jogam na mesma posição, os dois começaram a vestir a camisa dos atuais clubes na atual temporada após passarem por dramas pessoais. Agora, os dois buscam consagração em suas equipes, que pode vir com o título da Copa do Brasil.

Marco Ruben é o artilheiro do Athletico em 2019, com dez gols. Foto: Albari Rosa
Marco Ruben é o artilheiro do Athletico em 2019, com dez gols. Foto: Albari Rosa

 

Marco Ruben, de 32 anos, foi contratado no início do ano, via empréstimo do Rosário Central, e ainda que tenha vivido um período de jejum, tem sido fundamental para a equipe. O experiente centroavante é titular absoluto e já marcou dez gols em 27 partidas oficiais. O argentino chegou ao Furacão após uma temporada irregular na Argentina.

Por conta da perda de seu avô de uma forma brutal após um assalto, e ter que conviver com lesões, o atacante, que tem passagens pela Espanha, Ucrânia, França e México, veio ao Brasil na esperança de dar um novo reinício em sua trajetória. E tem dado certo. Um dos ápices deke foram os três gols marcados em cima do Boca Juniors, pela fase de grupo na Libertadores.

+ Mais na Tribuna: Santos, o homem dos milagres do Athletico

Os problemas de Guerrero foram outros. Quando ainda pertencia ao Flamengo, o jogador foi flagrado por uso de doping em um jogo pela seleção do Peru. Ele foi condenado a ficar sem entrar em campo por um ano e cumpriu parte desta pena já pelo Internacional. Mesmo após o longo período sem estar na ativa, ao retornar aos gramados, o centroavante mostrou que não perdeu o jeito. Com passagens importantes por Bayern de Munique e Hamburgo, ambos da Alemanha, além de Corinthians e Flamengo, ele vem fazendo boas atuações pelo Colorado. Em 23 jogos, são 13 gols assinalados.

Em relação ao retrospecto de bolas na rede nesta edição da Copa do Brasil, o jogador do Inter tem uma vantagem. O peruano marcou cinco vezes e está entre os artilheiros da competição, ao lado de Pipico, do Santa Cruz, e Luciano, do Grêmio. Já Marco Ruben tem dois gols assinalados, diante do Fortaleza, nas oitavas de final, e contra o Grêmio, na partida de volta da semifinal. Pela frente, os dois terão os 180 minutos da decisão para que, um deles, possa escrever seu nome na história de seu respectivo clube.

Guerrero marcou dois gols na semifinal, contra o Cruzeiro, e ajudou o Inter a ir para a final. Foto: Ricardo Duarte/Internacional
Guerrero marcou dois gols na semifinal, contra o Cruzeiro, e ajudou o Inter a ir para a final. Foto: Ricardo Duarte/Internacional

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tudo sobre a final da Copa do Brasil!

+ Torcedores fazem promessas malucas em caso de título do Athletico
+ ‘Cartola’, com direito a fraque, faz a alegria da galera na Arena
+ Saiba quanto o Furacão pode faturar se levar a Copa do Brasil
+ Marcelo Cirino e Santos têm segunda chance na Copa do Brasil
+ Arena da Baixada mais uma vez recebe duelo histórico e pode ser decisiva pro Furacão
+ Futebol paranaense tenta acabar com jejum na Copa do Brasil
+ Furacão e Inter iniciam disputa pelo título da Copa do Brasil
+ Inter busca sair de fila de quase 30 anos

chamada-site