O Athletico está perto de fechar duas contratações vindas do Corinthians: o zagueiro Pedro Henrique, em definitivo, e o volante Richard, por empréstimo. O clube entrou em acordo com o time paulista nessa sexta-feira (17), mas ainda não completou o registro dos jogadores na CBF. A informação foi publicada pelo Blog da Nadja.

Como foi punido pela Fifa na última segunda-feira (13) e está impedido de inscrever novos atletas por duas por duas janelas de transferências consecutivas, o clube tenta se valer de uma brecha para conseguir registrar os reforços.

Nesta sexta, o Furacão ainda estava habilitado a realizar registros no sistema, de acordo com CBF. Isso aconteceu porque a entidade pediu esclarecimentos à Fifa sobre o período exato da sanção ao time paranaense e ainda não teve resposta. A decisão fala em janela de transferência, mas o termo não é adotado no mercado interno, que trabalha com períodos de inscrição para diferentes campeonatos.

Assim, a diretoria atleticana espera que as contratações do zagueiro e do volante sejam completadas já na segunda-feira (20), antes de um eventual bloqueio referente à punição no caso Rony.

A tentativa do Athletico, apesar de contar com aval da CBF, é considerada ilegal na visão do advogado Breno Tannuri, representante do Albirex Niigata, clube que questionou o Furacão na Fifa por causa de Rony. Para Tannuri, a punição já está vigente, independentemente da dúvida da CBF na aplicação da pena.

De qualquer forma, o Furacão já disse que vai recorrer da decisão na Corte Arbitral do Esporte (CAS), além de tentar um efeito suspensivo para seguir liberado para registrar jogadores.

+ Mais do Furacão:

+ Athletico encaminha as renovações de jogadores experientes do elenco
+ O Paranaense voltou; relembre como parou e onde assistir
+ Cristian Toledo: Chegou a hora da volta do Paranaense. Só nos resta torcer


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?