O Cascavel derrotou o Orlândia por 4 a 1 na noite da última segunda-feira, pela Liga Futsal, mas após a partida o clima era de preocupação na equipe paranaense. Isso porque ao longo do duelo o ala Caça se chocou com Vinícius, do time paulista, e acabou batendo a cabeça fortemente no chão. Ele precisou deixar o ginásio de maca e foi direto para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Lucas, na cidade do interior paranaense.

 

Caça chegou desacordado ao hospital, logo recuperou a consciência, mas estava confuso, dizendo palavras sem nexo, o que fez com que fosse entubado e sedado. Durante a madrugada, o ala passou por uma ressonância magnética que descartou qualquer possibilidade de lesão na coluna cervical. Na manhã desta terça ele realizaria exames neurológicos e uma tomografia devido à violência da pancada.

 

De acordo com o hospital, Caça demonstrava dificuldades para mover braços e pernas, o que sinalizaria o risco de um edema. No lance em que se machucou, o jogador de 27 anos sofreu uma entrada dura de Vinícius, se desequilibrou e foi lançado ao chão, batendo a cabeça na quadra e no banco de reservas.

Após o duelo, Vinícius, de 35 anos, bicampeão mundial com a seleção brasileira, admitiu a rispidez da jogada, mas garantiu que ela foi legal. Bastante abalado, o jogador foi ao hospital onde Caça estava internado para saber o estado de saúde do colega. Além do jogador do Orlândia, atletas, integrantes da comissão técnica e torcedores do Cascavel também passaram pelo hospital.