Publicidade

Curitiba

Corrente do bem é reforçada com mais uma rifa de um Fusca para o jovem Erick

Alex Silveira
Escrito por Alex Silveira

A corrente do bem ligou mais um elo nesta semana, em Curitiba. O analista de sistemas Marcio dos Santos Rosa, 41 anos, morador do Boqueirão, vai rifar um Fusca bege 1979 e doar parte da arrecadação para a família do adolescente Erick Ismael da Silva, de 16 anos, portador de uma doença rara e que já teve sua história contada na Tribuna do Paraná desde 2014.

A ideia da ação, inclusive, surgiu depois que o Marcio leu a reportagem sobre a rifa de uma mesa que foi organizada pela família do Erick. O Marcio comprou o Fusca para uso próprio há um mês, mas se comoveu com a dificuldade enfrentada pelos familiares do adolescente. Outra parte do valor da rifa será destinada ao irmão do analista, que têm dois filhos e está desempregado.

Foto: Lineu Filho / Tribuna do Paraná

Não é a primeira vez que a corrente do bem se liga pela matéria da rifa da mesa. O também analista de sistemas José Eduardo Fernandes, 40 anos, pai do pequeno Felipe, de 8 anos, banca altos custos do tratamento do filho, que nasceu com paralisia cerebral. No início de maio, ao ler uma reportagem da Tribuna, o José Eduardo resolveu doar alimentos e remédios à família de Erick. O encontro para a entrega das doações foi no dia 4 deste mês, na casa do Erick.

+ Caçadores de Notícias: Padrinhos fazem surpresa para noivos de Curitiba que adiaram o casamento por causa do coronavírus

Além de terem a mesma profissão, as histórias do Marcio Rosa e do José Eduardo também se misturam por causa dos Fuscas. José Eduardo já rifou um Fusca azeitona, um Fusca Laranja e uma Kombi para conseguir recursos para o tratamento do seu filho Felipe. Com a rifa do Fusca Laranja, José Eduardo doou remédios e alimentos para a família do Erick e uma quantia em dinheiro para outro menino de 17 anos, que não anda por causa de uma doença de diagnóstico indefinido. O Marcio até comprou bilhetes dessas rifas, enviando comprovantes de depósito ao José Eduardo por aplicativo de mensagem. Por isso, o Marcio tinha o contato do José Eduardo. “Foi assim que confirmei a história da Dalvana, mãe do Erick. O José Eduardo me deu referências e eu entrei em contato com ela”, contou.

Fazer o bem

A proposta da rifa do Fusca do Marcio é doar 20% da arrecadação para o Erick. A mãe do menino, Dalvana Correia da Silva, 33 anos, disse que ficou feliz com a notícia. “Ele entrou em contato comigo, disse que tinha falado com o Eduardo, e me propôs a doação dos 20%. Tomara que dê tudo certo”, disse.

Foto: Lineu Filho / Tribuna do Paraná

O Marcio explicou que ele não é um colecionador de veículos, mas gosta de carros. O Fusca foi comprado há um mês. O modelo é 1300L, ano 1979, na cor Bege Jamaica. “Comprei para ficar comigo. É todo restaurado seguindo os padrões originais. Até o rádio VW original está funcionando. Mas a história do menino e a dificuldade do meu irmão nesta pandemia mexeram comigo. Estou comovido, por isso resolvi fazer a ação”, explicou.

+ Caçadores de Notícias: Uma história de superação de fotógrafa premiada que renasceu com a chegada dos filhos gêmeos

Segundo o analista, o irmão dele atua na área de turismo, que foi muito impactada com o coronavírus (covid-19). “Vou ajudar o meu irmão. Ele tem dois filhos, não está fácil. Eu sou casado, mas não tenho filhos. Não dá para esbanjar, mas aqui em casa estamos nos virando”, desabafou.

Na página da rifa (https://velhagaragem.rifa4.me/), Marcio Rosa conta os detalhes da ação e das promoções de bilhetes. A reportagem da Tribuna do Paraná também é mencionada. “A Tribuna é minha leitura diária. Acordo, tomo café e fico por dentro das notícias antes de começar a trabalhar”, disse. Durante a pandemia, o analista tem alternado escalas de home office com o trabalho presencial na empresa. “Vamos nos revezando entre os colegas”.

O sorteio do Fusca bege será realizado pelo “Prêmio Todo Dia”, da Tele Sena, valendo a centena do número sorteado. A data ainda será definida, depois que forem vendidos todos os números da rifa. A data do sorteio será informada na página da rifa. A ação contém mil números, do 000 ao 999. O valor de um bilhete é R$ 35,00, mas há promoções para compras de mais de um número.

Quer ajudar?

Acesse este site -> https://velhagaragem.rifa4.me/ e adquira seu número!


Precisamos do seu apoio neste momento!

Este conteúdo te ajudou? Curtiu a forma que está apresentado? Bem, se você chegou até aqui acredito que ficou bacana, né?

Neste cenário de pandemia, nós da Tribuna intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise. Bora ajudar?

Ao contribuir com a Tribuna, você ajuda a transformar vidas

Se você já está convencido do valor de sua ajuda…

APOIE A TRIBUNA!

Sobre o autor

Alex Silveira

Alex Silveira

(41) 9683-9504