Nos últimos dias, uma notícia de bastidores movimentou o mercado sertanejo. Jorge & Mateus anunciaram que não fazem mais parte da AudioMix, empresa responsável por gerenciar diversos artistas e até o festival Villa Mix. Os motivos não foram revelados por nenhuma das partes, mas a dupla deve seguir com um escritório próprio daqui pra frente.

No entanto, esta ‘dança das cadeiras’ vem se tornando algo comum no meio. Semana retrasada falamos aqui de Gusttavo Lima, que já tem seu próprio escritório – o Balada Eventos, mas conta com a parceria com a AudioMix. Outros, como Marcos & Belutti, Henrique & Juliano, Henrique & Diego e Fernando & Sorocaba, entre tantos, já trocaram de casas recentemente.

Os motivos são os mais variados e a quebra de contrato pode ser de forma amigável ou não. E isso interfere diretamente no mercado. Muitos festivais e algumas parcerias em músicas são diretamente influenciadas por cantores que fazem parte do mesmo escritório.

View this post on Instagram

•Comunicado•

A post shared by Jorge e Mateus (@jorgeemateus) on

Até por isso, alguns artistas gravaram apenas uma vez juntos e depois nunca mais, ou alguma parceria surge com o passar do tempo. Atualmente, são poucos os cantores que gravam juntos por amizade ou por gosto musical. Pensando rapidamente, me veio à cabeça Fernando & Sorocaba com Jorge & Mateus, que nunca fizeram parte do mesmo escritório.

Além disso, o dinheiro move o mercado. Não podemos fechar os olhos pra isso e nenhuma das partes está errada em pensar nesta questão, afinal, ninguém trabalha de graça.

Mas, estrategicamente falando, grandes duplas e cantores saindo de empresas fortes acaba agitando os negócios. Como o Villa Mix, por exemplo, vai ficar sem uma de suas principais atrações? Será que Jorge & Mateus pensam em criar um festival próprio também? Ou mais ainda, isso não pode incentivar outros artistas a pensarem em gerir a carreira por conta? Perguntas que ficarão sem respostas pelos próximos meses, mas que podem mudar o sertanejo em muitos sentidos.